Professor Doutor Silvério

Blog Ser Escritor

Silvério da Costa Oliveira é Doutor em Psicologia Social - PhD, Psicólogo, Filósofo e Escritor.

(Doutorado em Psicologia Social; Mestrado em Psicologia; Psicólogo, Bacharel em Psicologia, Bacharel em Filosofia; Licenciatura Plena em Psicologia; Licenciatura Plena em Filosofia)

E-mails encaminhados para doutorsilveriooliveira@gmail.com serão respondidos e comentados excluindo-se nomes e outros dados informativos de modo a manter o anonimato das pessoas envolvidas. Você é bem vindo!

Visite também meu outro blog e site

Blog "Comportamento Crítico": http://www.doutorsilverio42.blogspot.com.br

Blog "Ser Escritor": http://www.doutorsilverio.blogspot.com.br

Blog "Uma boa idéia: Uma grande viagem": http://www.doutorsilverio51.blogspot.com.br



Site: http://www.doutorsilverio.com


quarta-feira, 17 de outubro de 2007

Sobre o que escrever

Por: Silvério da Costa Oliveira.

Não basta ter o sonho de ser escritor, é preciso também definir um tema sobre o qual escrever. Nesta escolha pessoal pelo tema cabe ouvir seu “eu interior”, saber qual a sua motivação, seu tesão, o combustível que te põe em movimento.
A escolha de um tema é sempre o primeiro e fundamental passo a ser tomado, não somente na elaboração de um livro ou artigo, mas também na vida acadêmica quando vamos elaborar uma monografia de conclusão de curso, uma dissertação de mestrado ou uma tese de doutorado. No caso destes objetivos mais técnicos, eu costumo orientar meus alunos em turmas de metodologia de pesquisa que após a escolha de um tema devemos delimitá-lo por meio da formulação de um problema que deverá ser solucionado no transcorrer da elaboração do trabalho de pesquisa.
Como escolher um tema? Penso que o mais importante é ser algo pelo qual estejamos motivados, algo que queiramos muito trabalhar, mesmo que não tenhamos conhecimento sobre o assunto, pois, podemos aprender sobre tudo que estejamos de fato motivados. Claro está que se você escreve sobre algo que já sabe muito, sua jornada até a conclusão do trabalho será mais curta.
Vamos falar um pouco agora sobre minha própria jornada como escritor. Meu primeiro livro foi publicado em 1996 pela então Editora Irradiação Cultural e hoje tem sua sexta edição disponível gratuitamente no formato livro eletrônico (e-book) em pdf em meu site. Refiro-me ao livro “Sexo, sexualidade e sociedade” e vou agora contar um pouco a história deste livro.
Em 1985 me matriculei em meu primeiro curso universitário, tratava-se de um curso de psicologia, ocorre que eu já lia intensamente desde minha infância e em 1978 começara uma seqüência específica de leituras em diversos temas vinculados aos meus futuros interesses profissionais, de modo que, quando ingressei na faculdade já dispunha de um conhecimento significativo.
Eu estava entre profissionais (e futuros profissionais) de saúde e notava, no entanto, que quando o assunto era sexo e sexualidade, predominava o preconceito e lugar comum do “achismo” transformado em pseudo-conhecimento e foi justamente esta atmosfera incongruente que me motivou a pesquisar e escrever sobre sexualidade. Veja bem, meu amigo leitor, foi justamente por vivenciar um estado de incongruência que fiquei motivado a abordar o tema em um livro e a motivação foi forte o bastante para anos depois gerar frutos, pois, além deste livro sobre o tema, tenho também disponível gratuitamente em meu site o livro “Falando sobre sexo”.
Se você está vivendo algo que lhe incomoda, isto pode te motivar a escrever sobre tal tema. Se você têm um conhecimento que outros não possuem, isto também pode te motivar a escrever visando expor o que você conhece para outras pessoas.
Veja bem, há mais de um modo de um tema nos chamar a atenção, mas quando isto ocorre, estamos diante de algo que, como dizia um ex-professor meu de fotografia: “Isto pode dar samba”.

 PERGUNTA: Qual o tema que te motiva a escrever e porque?

Prof. Dr. Silvério da Costa Oliveira.
(Respeite os Direitos Autorais – Respeite a autoria do texto – Todo autor tem o direito de ter seu nome citado junto aos textos de sua autoria)

Um comentário:

Marcinha Girola disse...

Eu não tenho um tema específico, que me motiva. Parece questão de fase. Aos 14 anos, comecei a escrever poesia e a cada ano, me encantava mais com o mundo das entrelinhas. Os temas eram variados, desde uma angústia até um pedido ou tema proposto por alguém. Fiquei uns 3 anos sem escrever uma poesia sequer. Esse ano, me foi feito um desafio e voltei a escrevê-las. Mas já as abandonei. Agora estou envolvida com crônicas... E elas surgem de uma frase. Esta por sua vez surge de alguma vivência, ou de algo que ouvi ou mesmo de temas propostos por amigos.