Ser Escritor

Blog Ser Escritor - Este blog tem por objetivo divulgar as obras literárias do Prof. Dr. Silvério da Costa Oliveira, proporcionar debate sobre as mesmas, abordar os temas tratados pelo autor em seus livros e apresentar dicas e informações para quem está querendo ser escritor. Ao final de cada postagem, clique nos marcadores para ter acesso a outras sobre o mesmo tema. Deixe seus comentarios aos posts, é simples, não é difícil. Você é bem vindo!

Minha foto
Nome:
Local: Rio de Janeiro, RJ, Brazil

Silvério da Costa Oliveira é Doutor (PhD) e Mestre em Psicologia; Psicólogo, Bacharel em Psicologia, Bacharel em Filosofia, possui a Licenciatura Plena em Psicologia e a Licenciatura Plena em Filosofia, possui a Licenciatura pelo MEC em História e Sociologia, autor de vários livros e artigos, conferencista. Sua formação está estruturada sobre três pilares: a Filosofia, a História e a Psicologia.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Mulher descobre o encanto de seu marido por travestis


Por: Silvério da Costa Oliveira.

----- Original Message -----
Subject: Ajuda!
Olá Dr.
Me chamo A.B.,
Procurando artigos relacionados a sexualidade, exatamente homens que se interessam por travesti, encontrei seu site, me vejo meio perdida, pois fazem 12 anos q sou casada e recentemente descobri q meu marido é viciado em filmes pornôs mas só que de travesti, me senti um lixo, arrasada e humilhada. Ele fica na frente do computador se masturbando.
Gostaria que o você me ajudasse, me explicando como surge esse tipo de interesse e por que?
Obrigada,
A.B.

----- Original Message -----
Subject: RE: Ajuda!
Olá Dr. Silvério, primeiramente quero agradecer pelas palavras e por ter respondido meu e-mail.
Eu irei sim com  prazer ler seus livros, inclusive eu ja tinha  entrado em seu site e me interessei sim.
Com questão a esse drama que venho passando eu ainda continuo com duvidas, na verdade Dr. eu fiquei um pouco confusa, pois na minha cabeça eu penso que qdo estamos transando ele fique imaginado um travesti, ou mesmo que ele sinta atração por um entende.
No meu consentimento de mulher, eu creio que não seja normal.
Obrigada.
A.B.

Olá, como vai ?
lembra q disse q meu esposo  assiti filmes de travestis
então... conversamos
ele disse q n iria mas ver
so q eu n acredito mto
sabe, eu creio q ele sinta tesao
eu peguei ele se masturbando e vendo os vídeos e eu achei em um pen drive dele uma pasta so de filme de travesti, varios filmes
dr, no meu ponto de vista n consigo entender, n acho normal um homem ter tesao por um traveco
sabe, ele n me diz o q realmente acontece c ele, ele é mto fechado c ele mesmo
eu creio com convicção q há inumeras maneiras de se sentir tesão, vc deve ta achando q sou uma mulher Caxias, de maneira alguma, ao contrario, sou até bem liberal e tenho esse mesmo pensamento, q p ter tesao n há regras certo?
as nossas transas são maravilhosas, ele me da prazer e creio q eu tmb dou a ele, são ótimas eu me sinto bem, ele tmb n tenho vergonha de dizer e de falar qdo estamos juntos. como te disse, somos liberais em 4 paredes, afinal somos casados ha 12 anos
uma coisa eu percebo uma coisa qdo estamos transando, ele as vezes prefere so o sexo anal, eu gosto e p dizer a verdd sinto mto tesao e ele sabe, n escondo nda dele. tinha curiosidade em saber, so q eu era um pouco contra, ate no começo n gostava, mas eu comecei a sentir prazer.
nunca transamos c mais pessoas n sei como seria entende, na verdd me imaginei c outra mulher e meu marido vendo, meu marido olhando, pois é, mas tmb n tocamos mais no assunto, acredito q meu marido n aceitaria um homem entre nós, nunca conversamos sobre isso.
eu acho interessante o fato de viver novas experiências sexuais
eu sou uma pessoa  ciumenta, não possessiva, mas tenho mto ciúmes, fidelidade p mim só tem uma palavra: respeito
A.B.

Costumo dizer para as pessoas que me escrevem que podem falar a vontade, pois, já escutei de tudo nesta vida e se falar algo que não tenha ainda escutado, só terei de agradecer por aprender algo novo nesta área.
Eu realmente recebo uma quantidade grande de e-mails sobre os mais diversos temas e procuro, na media do possível, atender as solicitações encaminhadas, respondendo as dúvidas e tentando descomplicar a vida das pessoas, basta ver meu blog para perceber uma parte do que chega diariamente até mim por meio da Internet.
Fico feliz que A.B. tenha visitado meu blog e site e tenha gostado de ambos, bem como, que esteja lendo os textos ali disponíveis.
Vou lhe convidar a visitar meu site e baixar no formato PDF meus livros "Sexo, sexualidade e sociedade" e "Falando sobre sexo" também meu "Catálogo bibliográfico sobre sexo". Cabe também uma visita ao meu blog "Ser Escritor" www.doutorsilverio.blogspot.com onde nos marcadores encontrará temas referentes ao seu interesse com diversos posts que vale a pena serem lidos.
Doze anos de casamento é um bom tempo, mas por mais tempo que passemos juntos com alguém, sempre haverá algo a ser descoberto e conhecido, o potencial humano é enorme e as próprias pessoas não se conhecem completamente. Gostar de filmes pornôs não é algo ruim, existe uma forte indústria neste segmento o que demonstra que muitas pessoas gostam de filmes pornô, no entanto, no caso de seu marido temos a preferência por filmes com travestis e pelo que li em seu e-mail me parece ser algo inaceitável para você.
Em verdade, nossos interesses sexuais tendem a se desenvolver durante a primeira infância, se bem que só se manifestem após a puberdade e durante a idade adulta.
O problema aqui não é seu marido gostar disto ou daquilo outro, e sim que para você, que convive com ele, certas coisas são aceitáveis e outras não. Cabe, portanto, uma conversa franca com seu marido, para que ambos possam expor o que sentem a respeito e tentar atingir um consenso que agrade aos dois.
Neste momento você deve estar se perguntando se vale à pena prosseguir no relacionamento ou não. Penso que você não teria ficado doze anos com uma pessoa se esta não lhe trouxesse coisas boas e agradáveis na relação que vocês mantém. Vou, portanto, lhe propor o seguinte exercício. Pegue uma folha de papel e divida com uma régua em duas partes, na primeira parte escreva "coisas boas" e na segunda "coisas ruins" depois liste tudo de bom que você conhece e sabe estar presente neste relacionamento, as coisas boas e agradáveis que fazem com que você queira continuar com esta pessoa, na outra metade do papel faça o inverso, escrevendo as coisas ruins, como, por exemplo, a descoberta recente do interesse por filmes pornô com travestis. Ao ler de modo comparativo as duas listagens, você poderá pensar de modo mais objetivo no problema e se encaminhar para uma decisão que seja boa para você.
Quando lhe indiquei a técnica da lista rápida, foi pensando justamente em organizar suas idéias sobre este atual relacionamento, as coisas boas e as coisas ruins, de modo a ficar mais fácil ponderar o que seria melhor para você.
No tocante ao que seria aceitável ou não para as mulheres em geral, penso que isto é bem amplo e mesmo eu, com minha experiência e formação já me surpreendi com fantasias femininas sobre seus companheiros, o que quero dizer é que o que possa parecer completamente inaceitável para uma mulher pode gerar tesão em outra, de fato minha amiga, o ser humano é muito complicado.
Há alguns anos atrás estive em um programa de debates na tv onde havia algumas mulheres que descobriram que seu namorado, noivo ou marido havia tido um caso com outro homem, eu estava comentando como psicólogo as situações, ao final do programa nos foi pedido um comentário final para fechamento, pensei e falei o seguinte: que com a minha experiência, já tinha escutado muito a fantasia masculina de ver sua esposa transando com outra mulher, parece que é algo que dá muito tesão para os homens, ver duas mulheres transando, no entanto, nunca havia escutado a fantasia de uma mulher querer ver seu marido transando com outro homem na sua frente, fui aplaudido e o comentário teve repercussão no programa. Algum tempo depois, passei o filme gravado do programa para uma turma minha da faculdade e eis que uma garota linda, que tinha até sido miss pela faculdade lá no norte do Paraná me disse que era justamente esta a fantasia dela e que estava convencendo o noivo a isto, exatamente, passivo e ativo, na frente dela, Por isto que eu falo que tem de ver qual é o seu tesão e seus limites. O que você não aceitar, outra mulher pode considerar normal e coisas que você faz hoje, outras mulheres não fariam jamais.
O que nos interessa aqui, no entanto, não é o que outras pessoas ou mulheres em particular possam pensar, fazer ou querer diante de tal situação e sim o que você pensa, faz e quer. Se para você é algo inaceitável em virtude de seus valores, então tudo bem, é algo inaceitável e como tal cabe organizar as idéias sobre o assunto e depois conversar com seu marido tentando entender e compreender, bem como saber se é possível um acordo que permita que o tesão continue a perdurar no relacionamento de vocês.
Quanto a saber o que seu marido pensa durante o ato sexual, realmente tal não é possível. Um pensador do qual gosto muito é Wilhelm Reich e este tem os conceitos teóricos de potência e impotência orgástica, segundo este autor, durante o ato sexual o potente orgasticamente falando estaria absorto no ato com ausência de fantasias e já o impotente orgástico não conseguiria se concentrar no ato e seu pensamento divagaria, tendo fantasias outras e não estando plenamente presente aquele ato. Para Reich, caberia tratamento psicoterápico para o segundo. Eu, no entanto, não excluo as fantasias do ato sexual e penso que as mesmas fazem parte do momento lúdico e prazeroso que é o ato sexual em si.
Penso, após tudo que conversei com A.B. que no fundo ela não se incomoda tanto assim com a história do tesão por travesti. Talvez o problema maior seja imaginar ele mantendo relações sexuais e pensando em um homem, ou algo parecido no rol dos ciúmes e fantasias. Neste sentido, mesmo um homem também não gostaria que a mulher com quem estivesse transando estivesse pensando em outro e se fosse mulher, com muito tesão em sexo anal, quando o marido estivesse praticando o ato não gostaria de imaginar que o mesmo estivesse pensando não em uma relação anal com uma mulher e sim com um homem.
Talvez a pessoa que esteja fazendo sexo contigo esteja pensando em um travesti, mas pode também ocorrer de estar pensando em uma ex-namorada ou imaginando você, querida amiga, fazendo alguma coisa diferente e talvez "proibida" socialmente.
Talvez fosse bom ler os pensamentos de outras pessoas, mas é mais provável que não, afinal, as pessoas pensam muitas besteiras e nem tudo que elas pensam nos seria agradável. Em suma, não se preocupe com o que seu parceiro sexual está pensando ou fantasiando e sim com o que ele está fazendo e demonstrando.
O sexo é bom para vocês? Há entrega total e irrestrita de ambos? Você tem tesão em ter sexo com esta pessoa? Ela te complementa totalmente? Pode melhorar e se intensificar mais? Entenda minha opinião, já que você não pode ler pensamentos e saber o que passa na cabeça da pessoa quando está fazendo sexo contigo, só lhe cabe avaliar o comportamento desta pessoa e se a forma de fazer sexo lhe agrada. Claro está que temos a conversa e por meio desta podemos melhorar e muito o relacionamento emocional e sexual. Então vai aí minha dica, faça uso da técnica da lista rápida que lhe ensinei, não demore mais de cinco minutos para preencher ambas as listas (coisas boas e coisas ruins), faça uma análise da mesma, converse com seu parceiro tentando entender, compreender e melhorar o relacionamento e lembre-se que se você optar por terminar, ninguém lhe garante que o próximo homem em sua vida não terá também problemas a serem superados, senão este, outros e talvez mais complicados.
A história de A.B. prossegue tendo ela conversado com seu marido em busca de um entendimento, no entanto, a dúvida sempre há de pairar sobre sua cabeça. Mas o importante é que A.B. e seu marido conversaram, ela falou sobre o que aceita e não aceita e ele também.
Cabe lembrar, no entanto, que se o assunto é tesão e não curiosidade, tesão não modificamos, a pessoa continua tendo, se bem que de fato possa evitar os comportamentos dele decorrentes. Sabe, é normal homens que gostam exclusivamente de mulheres terem curiosidade de verem fotos e filmes com travestis. Tesão é mais complicado. As pessoas tem as mais diversas e por vezes loucas fantasias sexuais, mas não quer dizer que ele vai sair do mundo das fantasias para ter relações sexuais com travestis, são coisas diferentes, sabe. Mesmo a masturbação se inclui no mundo das fantasias, não é necessariamente uma realidade. Veja meu ponto, tanto ele como você podem ter tesão por um artista da Globo e mesmo pode haver masturbação pensando na pessoa, mas não necessariamente um ou outro irá concretizar tal fato. Filmes e fotos de atores pornô não estão tão longe da fantasia de ficar com um artista global. Daí para fazer é um passo bem longo.
Sabe, boa parte dos homens que de fato transam com travestis, em verdade, menos do que serem ativos com estes, preferem a fantasia de serem "comidos" por uma mulher com algo a mais. Muitas vezes o parceiro ativo na relação com um travesti é o próprio travesti e não o homem que com este sai.
O tesão sexual é diferente para cada um. Há muita doideira. Pessoas em meu blog, por exemplo, falam e vivenciam realidades impensadas para outras pessoas. O que vai pela cabeça das pessoas só elas mesmas para saberem, e tesão então, é algo deveras complicado. Já vi e ouvi tantas coisas que sinceramente, se ainda não soube de algo na esfera sexual humana, acredito que não é por tal não existir e sim simplesmente por não ter tido contato ainda. Tem gente que tem tesão em transar com cadáveres e o faz de fato. Tem outros, e estes bem comum, que tem prazer sexual em urinar ou serem urinados pelo parceiro. E há ainda os que gostam de defecar na boca do parceiro. Troca de casais, então, com muito tesão de ambas as partes, já se tornou rotina em nossa sociedade. A questão é, você aceitaria que seu homem tivesse realmente tesão por travestis e continuaria com ele mesmo assim?
Há um post em meu blog onde comento os e-mails de um homem que usa calcinha e com inclusive apoio e incentivo por parte da esposa, que também curte a fantasia como uma brincadeira sexual. Você seria capaz de aderir a esta fantasia de seu homem como uma brincadeira sexual e dela participar ao invés de se excluir? Bem, cabe pensar e também não fazer nada que te magoe.
Bem, acredito que no caso de A.B. cabe pensar em primeiro lugar no seu tesão, se A.B. irá se sentir bem, se ira encarar com normalidade e como brincadeira. Brincadeira sexual picante, talvez até um pouco vingativa se esta descobrir que seu marido gosta ou curte uma fantasia de ser penetrado e dela participar ativamente com consolos. Mas acima de tudo, cabe saber se A.B. quer isto ou não, pois, se não quer, não faça!
Todo o corpo humano é sensível ao prazer sexual Toda a pele é sensível ao tesão. Se você experimentar algo com a cabeça aberta irá gostar. Mulheres que descobriram que podem ter orgasmo com sexo anal sabem disto. Não há regras, mas há os limites de cada um.
Claro está que todo homem que tiver a cabeça aberta para experimentar o sexo anal irá gostar, pois, seu corpo também é suscetível a este toque, a este estímulo, no entanto, muitos homens, mesmo sabendo disto, não terão a menor vontade de experimentar e não estará presente as suas fantasias sexuais. Limites também são importantes. Ou seja, mesmo que o homem goste de ver filmes pornô, pode dar um basta se você chegar para ele com um consolo artificial para penetrá-lo. Vai da cabeça de cada um.
Experimente durante o sexo oral acariciar o seu anus e aos poucos introduzir o dedo, o famoso “fio terra” como alguns chamam. Talvez ele goste. Bem, é um risco.
Sugiro a homens e mulheres que procurem sempre dar o máximo de prazer ao seu parceiro e como não é possível saber as preferências em primeiros encontros, por não conhecer ainda a pessoa, pode-se ir experimentando e testando para ver os resultados, agora, tudo tem de se gostar de fazer também.
Não faça coisa alguma que vá te machucar. Mas se para você é normal e fizer parte da brincadeira sexual, então vá em frente.
Ainda há muito o que descobrir? vocês se colocam com abertura para tal? 12 anos é tempo para saber muita coisa, para alguns gera rotina, para outros uma contínua busca de novidades para renovar o tesão.
Tem algo que você queira sexualmente falando que ele não faça ou o contrário, tem algo que ele faça que você não queira? E para ele há?
Quanto ao sexo anal com a mulher, no fundo, acho que todo homem gosta. Mas depende muito do tesão da mulher, de como ela se comporta. Há, por exemplo, homens que gostam quando a mulher demonstra um certo sofrimento, já outros, nem em filmes gostam desta forma, preferindo que a mulher demonstre que está gostando, isto se encaixa na fantasia sexual deste homem com relação a esta mulher e do que neste momento ela simboliza para ele no ato.
Algumas mulheres demoram para descobrir prazer durante o ato sexual anal, devido a preconceitos e educação errada. Em minha opinião, quando o casal chega a este ponto em que vocês já chegaram, começam as fantasias onde o tesão perambula sobre a introdução de outras pessoas no ato sexual, afinal, quando o casal pratica DP com o uso de um consolo artificial, como A.B. narrou em determinado momento de nossa conversa, vem à lembrança que podemos fazer com um de verdade e se a mulher gosta muito de sexo anal, quando pratica, tem a vagina vazia, o que leva a pensar que poderia ter outro homem lá.
O corpo é seu e cabe a você experimentar, se assim o quiser, para saber se gosta e se te dá tesão. Converse com seu marido sobre suas fantasias sobre abrir o relacionamento para mais uma pessoa, seja esta uma outra mulher ou um outro homem. Você gosta da idéia de ter mais esta experiência sexual em sua vida?
As fantasias humanas e também os dilemas e pequenos dramas sexuais são dos mais diversos formatos e tamanhos. No meu blog há um post intitulado, “Mulher com muito tesão em ter uma relação sexual com dois homens simultaneamente e fazer uma dupla penetração – DP”, onde nos e-mails que esta mulher me escreve deixa patente que seu tesão é fazer uma dp, mas o marido não e ela quer conversar e convencer o mesmo.
Bem, como psicólogo, penso que A.B. é uma pessoa normal, tem um relacionamento aparentemente saudável com seu marido e ainda tem muito tesão e coisas a descobrir conjuntamente com seu atual marido. Trata-se também de uma mulher bonita, inteligente e culta. No mais, vi algumas fotos de A.B. e posso dizer que são muito bonitas.
Acredito que tudo na vida é passível de se resolver conversando.
Espero que A.B. consiga superar satisfatoriamente esta fase em sua vida e continuo aqui se quiser continuar conversando comigo.

Pergunta: No lugar desta mulher, se descobrisse que seu marido tem tesão por travestis, que coleciona e gosta de ver filmes e fotos de travestis, o que você faria, o que pensaria e que conselho daria?

Prof. Dr. Silvério da Costa Oliveira.
(Respeite os Direitos Autorais – Respeite a autoria do texto – Todo autor tem o direito de ter seu nome citado junto aos textos de sua autoria)

Marcadores: