Ser Escritor

Blog Ser Escritor - Este blog tem por objetivo divulgar as obras literárias do Prof. Dr. Silvério da Costa Oliveira, proporcionar debate sobre as mesmas, abordar os temas tratados pelo autor em seus livros e apresentar dicas e informações para quem está querendo ser escritor. Ao final de cada postagem, clique nos marcadores para ter acesso a outras sobre o mesmo tema. Deixe seus comentarios aos posts, é simples, não é difícil. Você é bem vindo!

Minha foto
Nome:
Local: Rio de Janeiro, RJ, Brazil

Silvério da Costa Oliveira é Doutor (PhD) e Mestre em Psicologia; Psicólogo, Bacharel em Psicologia, Bacharel em Filosofia, possui a Licenciatura Plena em Psicologia e a Licenciatura Plena em Filosofia, possui a Licenciatura pelo MEC em História e Sociologia, autor de vários livros e artigos, conferencista. Sua formação está estruturada sobre três pilares: a Filosofia, a História e a Psicologia.

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Homem tem tesão em ver sua esposa tendo sexo com outro homem


Por: Silvério da Costa Oliveira.

----- Original Message -----
Subject: PERGUNTA A VOCE
BOM DIA
DESDE UNS 7 ANOS, TENHO VONTADE DE VER MINHA MULHER SARRANDO OUTRO HOMEM, E DERREPENTE VELA TRANSANDO COM O MESMO, JÁ TENTAMOS 2 VEZES, E QUANDO GOZEI PEDI PARA PARAR, POIS FIQUEI UM POUCO ABALADO,,,, ACHO A CADA 5 MINUTOS, PENSO NISSO, DEIXO DE ATÉ TRABALHAR, PARA VISITAR SITES DE SEXO PARA VER FOTOS, FALO COM MINHA ESPOSA E ELA ACEITA MAS ELA TEM ALGUMAS RESTRIÇÕES, ELA ACHA QUE SE ELA SAIR SOZINHA É OK, MAS COMIGO JUNTO, ELA NÃO VAI POR QUE ME RESPEITA, JÁ ESTOU ACHANDO QUE ESTOU FAZENDO ELA SOFRER E COM CERTEZA EU FICO DEPRIMIDO... ISSO É DOENÇA, PSICOLOGICA??? É TARA??? POR FAVOR ME DE UMA LUZ ...
E.F.

Comecemos por encaminhar E.F. para uma visita ao meu blog “Ser Escritor” www.doutorsilverio.blogspot.com e ao meu site onde deixei livros e quatro catálogos bibliográficos de minha autoria no formato PDF. Indico meus livros “Sexo, sexualidade e sociedade”, “Falando sobre sexo” e também o “Catálogo bibliográfico sobre sexo”.
Caro amigo E.F., o que você faz em termos de sexo e com o consentimento de seu parceiro sexual, sem prejudicar a você ou a sua companheira é válido dentro do contexto das fantasias e do tesão do casal. Existem casas especializadas em trocas de casais, bem como locais próprios em revistas e sites na Internet onde vemos os mais diversos anúncios com os mais distintos pedidos, dentre os quais este que você narra. Não há mal algum em você satisfazer esta sua fantasia, desde que a mesma seja compartilhada por sua companheira.

Problemas começam a surgir, sim, quando a realização de determinadas fantasias prejudica a si próprio ou a sua companheira, ou quando o prazer inicial é substituído por uma situação muito desprazerosa após a realização do fato. Em suma, se você e sua mulher não estão prejudicando a quem quer que seja e se ambos se sentem bem, então está tudo ok, no entanto, se você ou sua mulher se sentem mal em algum momento ou se tal comportamento vem a prejudicar a vida de vocês, então cabe tratamento.

Gostar de sexo é algo bom e saudável, parte integrante do prazer que podemos obter na vida, no entanto, pode se tornar algo doentio quando o prazer é aos poucos substituído por um comportamento mecanizado preso na repetição constante e em idéias fixas sobre como e quando fazer determinada coisa. A compulsão não é saudável e se coloca em oposição à vida. Há uma enorme diferença entre sexo compulsivo e sexo saudável.
As pessoas têm fantasias sexuais e isto é normal uma vez que somos em grande parte comandados por este fantástico computador que é nosso cérebro e que se insere na atividade sexual buscando e proporcionando prazer de cunho sexual a partir da criação de fantasias sexuais. As pessoas não fazem sexo com fulano ou beltrano e sim com o que imaginam de fulano e beltrano, havendo grande abismo entre a realidade vista no ato sexual e a realidade imaginada no ato sexual pelas pessoas nele envolvidas. Deste modo, algumas pessoas tem seu tesão maior em determinada peça íntima do que na pessoa que a usa, ou em observar seu parceiro mantendo relações sexuais ao invés de praticar sexo com este parceiro.

PERGUNTA: Qual a sua tara ou o que te dá maior tesão?

Prof. Dr. Silvério da Costa Oliveira.
(Respeite os Direitos Autorais – Respeite a autoria do texto – Todo autor tem o direito de ter seu nome citado junto aos textos de sua autoria)

Marcadores:

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial